Cuidado com o "antes e depois" de uma mixagem



Muito cuidado com o "antes e depois" das suas mixagens.


Uma das técnicas mais intuitivas e utilizadas para se avaliar o progresso de uma mixagem é o chamado "teste A-B", ou o "antes e depois".


Por exemplo: comparando uma voz gravada e processada com equalizadores, compressores etc com a mesma voz gravada, porém sem esse processamento.


Essa técnica simples e extremamente intuitiva pode e é muito utilizada em todos os estágios da mixagem, desde ouvindo instrumentos em "solo" quanto em grupos, efeitos ou até mesmo na mixagem como um todo. Mas ele esconde um problemão se você não estiver atento(a) e é justamente sobre isso que quero conversar com você hoje.


Durante uma mixgem devemos ouvir a música diversas vezes, para realizarmos os ajustes necesários a uma boa mix. Aí que mora o perigo.


Nossos ouvidos se acostumam rapidamente ao que ouvimos com alguma repetição, ou seja, só de ouvir algumas vezes a mesma música já vamos nos acostumando aos defeitos e virtudes dela.


E se realizamos algum processameto, como equalização, teremos um "antes e depois".


Vamos supor que a equalização ficou interessante - nossos ouvidos vão se acostumar a isso e perdemos nossa referência anterior. Vamos ter a impressão de que a referência anterior estava "pior".


Se você continuar fazendo ajustes dessa forma, acabará criando versões "melhoradas" da sua mixagem que nem sempre correspondem a uma melhora de fato, porque nossos ouvidos se acostumam rápido e perdem referência mais rápido ainda.


Já deu pra perceber que isso pode virar uma bola de neve e te engolir, não é verdade?


Então, como sair dessa roubada:


1 - Não ouça muitas vezes a música durante a mixagem

2 - Faça o máximo de ajustes que puder sem ter que ouvir a música

3 - Se tiver que ouvir muitas vezes a música, ouça trechos curtos (menos de 60 segundos) e dê um espaço pelo menos igual de silêncio


E o mais importante de todos:


Mínima Equalização Possível


Ou seja, sempre procure equalizar utilizando a menor alteração possível no que se está equalizando.


Às vezes a menor equalização possível acontece através de uma alteração bem grande, às vezes não. Prefira as menores alterações.


Isso também vale para compressão, efeitos como reverb, delay etc.


No nosso treinamento #BoraMixar você aprenderá como fazer essa e outras formas muito interessantes de equalização. Eu vou te orientar pessoalmente para assegurar que você assimilou o conceito e está aplicando corretamente. Curtiu a ideia? Então se inscreva no link abaixo:


http://www.ruacinco.com/boramixar


0 visualização
  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

 Rua Cinco Produções | CNPJ 26,901,315/0001-01  |  R. Prof. Teodoro Vaz, 226, Belo Horizonte, MG  |contato@ruacinco.com  |  +55 31 99400-7565